EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Trump justifica detenção de crianças com "crise migratória na Europa"

Trump justifica detenção de crianças com "crise migratória na Europa"
Direitos de autor 
De  António Oliveira e Silva, Marco Lemos e Ricardo Figueira com REUTERS
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente dos Estados Unidos diz que o país não vai tornar-se num centro de acolhimento de refugiados.

PUBLICIDADE

O presidente Donald Trump justificou a separação de menores das famílias de migrantes na fronteira entre México e Estados Unidos com os alegados exemplos vindos da Europa, citando uma situação "fora de controlo."

Nos últimos dias, cerca de duas mil crianças foram separadas dos pais, migrantes latino-americanos, e colocadas em jaulas. As imagens correram o mundo e depressa geraram críticas da parte da Comunidade Internacional.

Na rede social Twitter, Trump falou numa subida do crime na Alemanha nos últimos anos, o que é estatisticamente falso, e referiu o que definiu como "transformações culturais ocorridas de forma violenta" em vários países europeus. 

"O mesmo poderia acontecer nos Estados Unidos", escreveu o presidente.

"Os Estados Unidos não vão ser um campo de migranrtes nem uma estrutura para refugiados. 

"Não o serão," disse depois Trump, em conferência de imprensa.

"Se virmos o que se passa na Europa, se virmos o que se passa noutros lugares, não podemos deixar que o mesmo aconteça nos Estados Unidos."

"Não enquanto eu mandar," continuou o presidente.

As Nações Unidas lançaram críticas ao presidente Trump e fizeram um apelo ao tratamento digno dos migrantes. 

Stéphane Dujarric, porta-voz da ONU, disse que António Guterres, secretário-geral, acreditava, "como princípio," que migrantes e refugiados deveriam ser sempre tratados com respeito e dignidade, de acordo com o Direito Internacional. 

Com a política de tolerância zero de Trump, quem tenta atravessar a fronteira de forma ilegal é tratado como criminosos. Os filhos menores são colocados em estruturas separadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump assina ordem executiva que suspende separação de famílias indocumentadas

Navio da guarda costeira italiana na Sicília com 500 migrantes a bordo

Protestos contra política de Tolerância Zero em São Francisco