EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Cheias no Japão: 200 mortos e dezenas de desaparecidos

Cheias no Japão: 200 mortos e dezenas de desaparecidos
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

É já considerado o pior desastre natural do país em 36 anos

PUBLICIDADE

Hiroshima está debaixo de terra depois das chuvas mortais que tiraram a vida a mais de 200 pessoas. Depois de dias de chuva torrencial, inundações e aluimentos de terra, agora, a principal preocupação dos 70 mil envolvidos nas operaçoes de resgate é encontrar as muitas pessoas que ainda estão desparecidas, e só depois reconstruir tudo aquilo que ninguém consegue reconhecer.

Um dos sobreviventes do desastre contou aos jornalistas que não encontrou a própria casa no lugar onde sempre esteve. "Saí debaixo de uma colina e quando olhei para onde estava a minha casa, não havia casa, só o chão."

O desastre mudou a vida de toda a gente na região. As temperaturas rondam os 30 graus celsius, não há água canalizada, não há água à venda e muito menos alimentos nas prateleiras dos supermercados. Essa é, aliás, a prioridade do governo japonês: garantir que as pessoas tenham acesso a comida e a água potavel.

O sistema de saúde também está comprometido, muitas das pessoas afetadas estão em centros de evacuação temporários, com dificuldade em manter a higiene básica. Há registo de doentes com sacos de plástico a fazer de fraldas.

O Primeiro-ministro japonês cancelou a agenda para concentrar toda a atenção em Hiroshima.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Detidos gestores de campo de férias inundado pelas cheias na Occitânia

Cheias no Japão já mataram mais de 150 pessoas

Inundações deixam rasto de morte e destruição no Japão