A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Nacionalismos populistas conduzem "à cegueira e à guerra"

Nacionalismos populistas conduzem "à cegueira e à guerra"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Apreensivo com o momento que se vive no comércio internacional. Surpreendido com a declarações de Donald Trump que põe em causa a amizade da União Europeia para com os Estados Unidos. Preocupado com os nacionalismos emergentes.

Assim se mostrou Jean-Claude Juncker, em Madrid, num discurso sobre as"Novas perspetivas para o futuro da Europa".

O presidente da Comissão Europeia diz que "nos últimos anos há um fenómeno inquietante, visível, perceptível, mas nada plausível: o regresso aos nacionalismos; a recusa de ver os outros com os mesmos olhos. É uma tendência perigosa que alimenta todos os populismos e o populismo associado ao nacionalismo conduz à cegueira e à guerra."

Juncker ouviu ainda um pedido do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, para que, na próxima semana, deixe claro a Trump que a União Europeia não tem inimigos.