Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

O petróleo já está a sentir os efeitos da tensão entre o Irão e os EUA

O petróleo já está a sentir os efeitos da tensão entre o Irão e os EUA
Tamanho do texto Aa Aa

A troca de ameaças entre Donald Trump e Hassan Rohani já começou a fazer-se sentir na subida dos preços do petróleo, esta segunda-feira.

Os iranianos não acreditam que esta guerra de palavras possa transformar-se num conflito militar, mas temem pelos efeitos das sanções na frágil economia do país.

O analista finaceiro, Issam Kassabieh, diz que "os Estados Unidos estão a aumentar rapidamente a produção de petróleo, assim como a participação no mercado e, se decretarem sanções contra o Irão, poderão captar a fatia de mercado iraniana e reduzir os preços do petróleo para um nível confortável para os eleitores americanos".

Para além de ter retirado o país do acordo nuclear com o Irão em Maio, Donald Trump avisou todos os países que devem parar de importar petróleo iraniano até novembro, sob pena de enfrentarem também sanções.