EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ilha da Páscoa corta no turismo

Ilha da Páscoa corta no turismo
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os turistas só vão poder passar 30 dias na ilha das estátuas moai em vez dos atuais 90 dias.

PUBLICIDADE

Até nos locais mais remotos do planeta, o turismo em excesso começa a ser um problema. A Ilha da Páscoa vai reduzir o tempo que os turistas podem passar neste local de 90 para 30 dias.

As autoridades chilenas justificam a decisão por considerarem que os turistas "estão a danificar a idiossincrasia local" e que "1000 anos de cultura estão a ser alterados e não para melhor", segundo o presidente da Câmara da ilha do Pacífico, Petro Edmunds.

No censos de 2017, a ilha das estátuas Moai - Património Mundial da UNESCO - contava com 7750 habitantes, 3000 a mais do que o ideal, segundo os responsáveis e quase o dobro do que 20 anos antes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Danos "irreparáveis" nas estátuas Moai

Turistas invadem pequena ilha escocesa

Mais de 300 obras de arte recuperadas após fogo na Bolsa de Copenhaga