Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Onda de calor mata peixes do Rio Reno

Onda de calor mata peixes do Rio Reno
Tamanho do texto Aa Aa

As temperaturas elevadas que atingem a Europa fazem estragos nos ecossistemas. Na Suíça, onde nasce o rio Reno, aproximadamente uma tonelada de peixes morreu devido à onda de calor. O peixe foi retirado do rio no último fim de semana, disse a associação de pescadores do país.

A maior parte das espécies pode sobreviver a uma temperatura máxima de 23° C, o que já é uma situação crítica. As temperaturas de mais de 27°C são potencialmente mortais - este ano, a temperatura do Reno ultrapassou claramente esses valores.

A Alemanha teve o dia mais quente deste verão na terça-feira da semana passada. O termómetro ultrapassou os 40 graus. Em Hamburgo, no norte do país, as altas temperaturas e o aquecimento dos cursos de água também resultou na morte de toneladas de peixes.

As altas temperaturas provocam uma redução da quantidade de oxigénio presente na água. Com a ajuda de sistemas hidráulicos os bombeiros tentam reduzir a temperatura da água e fornecer oxigénio aos peixes.

A atual onda de calor também tem vindo a fazer baixar o nível do rio Reno, o rio mais longo da Alemanha e fundamental para o transporte de carga. Segundo autoridades, às águas devem continuar a baixar nos próximos dias. O transporte fluvial não está comprometido, mas os navios são obrigados a transportar menos carga.