Última hora

Secreta procura rasto de bombistas num hotel português

Secreta venezuelana interditou Hotel Pestana Caracas
Secreta venezuelana interditou Hotel Pestana Caracas -
Direitos de autor
Lusa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Hotel Pestana Caracas, propriedade de uma empresa portuguesa, foi interditado pelos serviços secretos venezuelanos.

As autoridades suspeitam que os autores das explosões deste sábado, durante um discurso do Presidente da Venezuela, estiveram hospedados no hotel.

Funcionários do Serviço Bolivariano de Inteligência (SEBIN) analisam a lista dos hóspedes e os vídeos das câmaras de segurança.

No sábado, duas explosões obrigaram Nicolás Maduro a abandonar uma cerimónia da Guarda Nacional.

Sete militares ficaram feridos e foram detidas seis pessoas.

O Procurador venezuelano anunciou entretanto que já foram identificados os dois cabecilhas do alegado atentado. Sem adiantar detalhes, Tarek Saab diz que "os bombistas foram identificados e as primeiras ligações internacionais foram estabelecidas".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.