Última hora

Última hora

Kerala: esforços concentram-se no resgate e assistência

Em leitura:

Kerala: esforços concentram-se no resgate e assistência

Kerala: esforços concentram-se no resgate e assistência
Tamanho do texto Aa Aa

Apoiados por dezenas de helicópteros e centenas de embarcações, os socorristas indianos multiplicam esforços para resgatar e transportar bens essenciais para os milhares de pessoas ainda isoladas pelas inundações no Estado de Kerala.

Uma melhoria nas condições climatéricas facilitou as operações, mas os serviços meteorológicos esperam que as chuvas continuem pelo menos até quinta-feira. Dezenas de barragens e reservatórios de água tiveram de ser abertos, por terem atingido níveis perigosos, inundando um grande número de aldeias.

Vineet Joshi, que lidera um esquadrão de assistência da Força Aérea indiana, explica que é difícil "resgatar pessoas nalgumas áreas devido ao rápido movimento das águas, por isso são-lhes fornecidos mantimentos até que as águas desçam".

As piores inundações em mais de um século no sul da Índia fizeram, desde o início da monção a 29 de maio, 370 mortos, 200 dos quais nos últimos doze dias.

Segundo o porta-voz do governo de Kerala, mais de 725.000 pessoas estão realojadas em mais de cinco mil abrigos e campos de urgência.

As autoridades enviaram comboios carregados de água potável para a região, onde se teme agora também a propagação de doenças entre a população afetada. Um responsável pela gestão de desastres no departamento de saúde de Kerala afirmou que foram isoladas três pessoas com varicela num dos campos de assistência da cidade de Aluva.

Um grande número de estradas e pontes foram danificadas, isolando distritos inteiros do Estado, que se encontram entre os mais afetados pelas inundações.