Última hora

Última hora

Aumenta a tensão entre Moscovo e Londres

Em leitura:

Aumenta a tensão entre Moscovo e Londres

Aumenta a tensão entre Moscovo e Londres
Tamanho do texto Aa Aa

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros disse esta terça-feira que o governo britânico quer influenciar a política externa da União Europeia e impor a sua política hostil em relação à Rússia na Europa e nos Estados Unidos.

"Os nossos colegas britânicos têm uma boa opinião sobre si mesmos. Um país que está a deixar a União Europeia através do chamado Brexit tenta ditar a política externa da própria União Europeia. E agora, Londres quer ditar a política externa sobre a Rússia também em Washington."

Desta forma, Sergei Lavrov respondeu à iniciativa do seu homólogo britânico de aproveitar a visita aos Estados Unidos para pedir à União Europeia sanções contra Moscovo. Em causa está o caso Skripal, o antigo espião russo envenenado com um agente nervoso no Reino unido, no início do ano.

Pouco depois das declarações de Lavrov, em Washington, Jeremy Hunt cumpriu a promessa e falou sobre a Rússia,

"Um comportamento tão agressivo e maligno enfraquece a ordem internacional que nos mantém seguros. É claro que devemos colaborar com Moscovo mas temos de ser francos. A política externa da Rússia e o presidente Putin tornaram o mundo num lugar mais perigoso".

O Reino Unido, a União Europeia e os Estados Unidos culpam a Rússia pelo ataque a Skripal.

O Kremlin nega todas as acusações.