Última hora

Última hora

Papa reconhece falha da Igreja nos "crimes repugnantes"

Em leitura:

Papa reconhece falha da Igreja nos "crimes repugnantes"

Papa reconhece falha da Igreja nos "crimes repugnantes"
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de chegar à Irlanda, o Papa Francisco foi recebido na residência do presidente para a cerimónia oficial de boas-vindas.

Como era esperado, no primeiro discurso desta visita oficial de dois dias, falou sobre os abusos a menores cometidos por membros da Igreja Católica:

"O fracasso das autoridades eclesiásticas - bispos, superiores religiosos, padres e outros - em lidar adequadamente com estes crimes repugnantes causou, com razão, indignação e continua a ser uma fonte de dor e vergonha para a comunidade católica. Eu partilho esses sentimentos”.

Depois do discurso do Papa, o primeiro-ministro irlandês pediu menos palavras e mais medidas concretas:

"Só pode haver tolerância zero para aqueles que abusam de crianças inocentes ou que facilitam esse abuso. Devemos agora garantir que, a partir das palavras, as ações são uma realidade. Acima de tudo, Santo Padre, pedimos-lhe que ouça as vítimas e sobreviventes”.

Leo Varadkar apelou ainda ao Papa para usar a sua influência e garantir que seja feita “justiça” às vítimas de abusos cometidos por membros da Igreja Católica no mundo inteiro.