Última hora

Última hora

O vazio deixado pelo senador John McCain

Em leitura:

O vazio deixado pelo senador John McCain

O vazio deixado pelo senador John McCain
Tamanho do texto Aa Aa

A morte do senador republicano John McCain deixa um vazio, na América e no mundo.

Entre os habitantes do Estado do Arizona, a dignidade é a virtude que mais lhe é apontada. Por ser um homem acima das diferenças políticas.

"O senador John McCain diz-me muito pessoalmente porque admirava a força que mostrava na política e na vida. Teve alguns pontos negativos na política mas superou-os com a Presidência e com o Vietname. Lutou e fortaleceu-se. Lutou pela América e por nós, o povo", sublinha Patrick Coradino, residente no Estado do Arizona.

No Vietname, foi capturado depois de um míssil abater o avião que pilotava a 26 de dezembro de 1967. Pela frente teve cinco anos e meio de cativeiro. Durante esse período foi espancado e submetido a outras formas de tortura.

"Apesar de ter bombardeado o Vietname durante a guerra como piloto, quando era soldado, mais tarde ele foi uma das pessoas que mais contribuiu para a normalização com os EUA", explica o vietnamita Nguyen Minh Duc, guia turístico.

O também vietnamita Vu Van Long, de 80 anos, acrescenta: "Ele apoiou a paz no Vietname no que diz respeito às políticas adotadas pelo Congresso. Ama a paz. Morreu deixando uma tristeza entre todos os que defendem a paz."

No Vietname foi libertado em 1973 para regressar à vida em sociedade. A mesma sociedade que é agora praticamente unânime em declará-lo como um herói.