Exclusivo: Hariri prefere lidar diretamente com Putin acerca do conflito sírio

Exclusivo: Hariri prefere lidar diretamente com Putin acerca do conflito sírio
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em entrevista exclusiva à euronews, primeiro-ministro libanês Saad Hariri diz que prefere lidar diretamente com a Rússia acerca do conflito na Síria

PUBLICIDADE

Mais de três meses depois da recondução de Saad Hariri, o Líbano continua sem governo, com as negociações estagnadas entre os diferentes grupos políticos, com opiniões bastante divergentes nomeadamente acerca do conflito na vizinha Síria. A euronews entrevistou o primeiro-ministro libanês em Beirute.

Anelise Borges, euronews: "As forças da oposição praticamente capitularam na Síria. Há um último reduto na província de Idlib e há relatos de que está a ser planeada uma ofensiva massiva que pode precipitar o fim da guerra na Síria. Quais as implicações para o Líbano?"

Saad Hariri, primeiro-ministro do Líbano: "Penso que a Rússia expôs o seu ponto de vista e é a Rússia controla a Síria. Por isso lidaremos com os russos."

euronews: "Como é a sua relação com a Rússia?"

Hariri: "Muito boa. Perfeita. Tenho uma ótima relação com a Rússia e com o Presidente Vladimir Putin, que respeito bastante. Penso que é uma pessoa com a qual podemos trabalhar."

euronews: "Acredita que não terá de lidar com Bashar al-Assad?"

Hariri: "Prefiro lidar com o Presidente Putin."

O conflito sírio foi apenas um dos pontos abordados por Hariri na entrevista exclusiva concedida à euronews e que pode ser vista na integralidade a partir desta noite, em Global Conversation e na página web.

Anelise Borges, euronews: "Saad Hariri também falou sobre o que o levou a demitir-se no ano passado. A manobra criou ondas de choque na região. Disse que queria chocar, agitar as coisas no Líbano. Assegura que, pelo menos por agora, atingiu esse objetivo. As coisas p arecem regressar à normalidade. Mas Hariri ainda tem de formar Governo. Garante que trabalhará arduamente para garantir isso mesmo e implementar as reformas que o país necessita desesperadamente."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Moldova denuncia esforços da Rússia para influenciar referendo sobre UE

Milhares de casas inundadas no Cazaquistão

Borrell afirma ter “a certeza” que Rússia vai tentar interferir nas eleições europeias