Última hora

Última hora

A paz em desfile na Bienal de Dança de Lyon

Em leitura:

A paz em desfile na Bienal de Dança de Lyon

A paz em desfile na Bienal de Dança de Lyon
Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Lyon acolhe a 18ª edição da Bienal de Dança e este domingo realizou-se o tradicional desfile. Cerca de 250 mil pessoas encheram as ruas do segundo centro urbano de França para assistirem a um dos pontos altos do evento.

“É fantástico. Eu sou futebolista mas isto é melhor que uma partida de futebol. Há imensa gente, é extraordinário", afirma um dos dançarinos amadores, enquanto há quem recorde que “é o culminar de um ano de preparativos, com ensaios aos sábados à tarde".

A artista portuguesa Cláudia Dias participa na bienal que decorre até ao final do mês com o espetáculo "Terça-feira, tudo o que é sólido dissolve-se no ar". Uma coreografia que aborda as migrações.

Para um dos padrinhos da Bienal, o ex-futebolista francês Lilian Thuram, o tema deste desfile e da Bienal é "muito importante, nomeadamente hoje com o que se passa a nível político em França ou na Europa, fazermos coisas juntos. O facto de podermos desfilar dançando e de denunciarmos a descriminação e as problemáticas de exclusão, talvez seja uma forma de termos confiança no futuro. Creio que precisamos disso. »

“Depois das preocupações de segurança de 2016, este desfile regressa ao sítio onde pertence, o centro da cidade, e contou com a participação de cinco mil dançarinos locais. É um gesto altamente simbólico, tendo em consideração que o tema deste ano é a paz”, conclui a repórter da euronews, Andrea Bolitho.