Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ferenc Gyurcsány – “A Hungria tornou-se uma ditadura que não pode ser derrubada no parlamento”

Ferenc Gyurcsány – “A Hungria tornou-se uma ditadura que não pode ser derrubada no parlamento”
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de húngaros manifestaram-se em Budapeste em apoio ao relatório aprovado pelo Parlamento Europeu na semana passada a acusar o governo de Viktor Órban de não respeitar os valores democráticos.

O protesto foi o primeiro depois das eleições parlamentares em abril, quando o primeiro-ministro Viktor Orban obteve a maioria indiscutível para o seu partido de direita, Fidesz.

Depois das eleições, o caos instalou-se no principal partido da oposição, que chegou a não ter candidatos para algumas circunscrições.

Ontem, o ex-primeiro-ministro e líder do partido de oposição Coligação Democrática, Ferenc Gyurcsány, afirmou que "a Hungria tornou-se uma ditadura que não pode ser derrubada no parlamento mas só nas ruas."

No seu discurso, o líder da oposição anunciou um protesto para terça-feira às 5 da tarde, apelando aos cidadãos "todos para a rua e vamos ficar na rua," aludindo ao seu objetivo de estender os protestos até conseguir a queda do regime de Viktor Orban.