Última hora

Última hora

Ferenc Gyurcsány – “A Hungria tornou-se uma ditadura que não pode ser derrubada no parlamento”

Ferenc Gyurcsány – “A Hungria tornou-se uma ditadura que não pode ser derrubada no parlamento”
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de húngaros manifestaram-se em Budapeste em apoio ao relatório aprovado pelo Parlamento Europeu na semana passada a acusar o governo de Viktor Órban de não respeitar os valores democráticos.

O protesto foi o primeiro depois das eleições parlamentares em abril, quando o primeiro-ministro Viktor Orban obteve a maioria indiscutível para o seu partido de direita, Fidesz.

Depois das eleições, o caos instalou-se no principal partido da oposição, que chegou a não ter candidatos para algumas circunscrições.

Ontem, o ex-primeiro-ministro e líder do partido de oposição Coligação Democrática, Ferenc Gyurcsány, afirmou que "a Hungria tornou-se uma ditadura que não pode ser derrubada no parlamento mas só nas ruas."

No seu discurso, o líder da oposição anunciou um protesto para terça-feira às 5 da tarde, apelando aos cidadãos "todos para a rua e vamos ficar na rua," aludindo ao seu objetivo de estender os protestos até conseguir a queda do regime de Viktor Orban.