EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Maior arma apreendida no Rio pode derrubar helicópteros

Maior arma apreendida no Rio pode derrubar helicópteros
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Modelo apreendido é semelhante a uma metralhadora norte-americana usada a partir da Segunda Guerra para disparar a partir de aviões inclusive contra outras aeronaves.

PUBLICIDADE

Uma verdadeira arma de guerra, capaz de perfurar viaturas blindadas e abater helicópteros.

A Polícia Civil brasileira apreendeu uma metralhadora pesada de calibre .50 que estava a ser negociada por traficantes do Rio de Janeiro.

As autoridades estão a investigar agora em que tipo de ação criminosa a arma seria usada, partindo do princípio que seria capaz de disparar de 400 a 600 tiros por minuto.

O modelo apreendido é semelhante a um tipo de metralhadora de fabrico norte-americano usado a partir da Segunda Guerra para disparar de aviões contra outras aeronaves e alvos em terra.

Ao que tudo indica, seria usada para um assalto a uma carrinha de valores. A polícia explicou ainda que este tipo de armamento não é utilizado em conflitos entre facções criminosas, por causa da dificuldade de manuseio.

Mas em julho de 2016, uma metralhadora semelhante foi usada para assassinar um traficante em Pedro Juan Caballero, cidade do Paraguai que faz fronteira com Brasil.

O secretário de Estado da segurança no Rio de Janeiro considera que a cidade Carioca "deve-se orgulhar da sua polícia."

"Numa semana de apreensões de armamentos e munições, a apreensão de uma metralhadora .50, que atravessou o país e encontrou a lei com a ação da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas, coroou o êxito das forças de segurança", enalteceu Richard Nunes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vestidos de vermelho e branco, milhares de brasileiros celebram o Dia de São Jorge

Polícia liberta 17 reféns de assalto a autocarro no Rio de Janeiro

Escolas de samba já desfilam no Brasil