Última hora

Última hora

Ursula Von der Leyen: "sem os franceses, não teríamos conseguido lançar a Europa da Defesa

Ursula Von der Leyen: "sem os franceses, não teríamos conseguido lançar a Europa da Defesa
Tamanho do texto Aa Aa

Nesta edição de Uncut, Daniel Cohn-Bendit entrevista o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha Joschka Fischer, do partido Os Verdes, e a ministra da Defesa atual Ursula Von der Leyen, da CDU, sobre a responsabilidade da Alemanha na Europa e no mundo.

Para Joschka Fischer, na atual situação geopolítica, é essencial que os países europeus se unam, caso contrário a civilização europeia vai declinar.

"Se eu fosse ministro dos Negócios Estrangeiros faria tudo para me aproximar da França e acelerar a construção europeia. É a questão mais importante. Estamos a assistir ao desenvolvimento de uma nova ordem mundial e um dos centros situa-se no Leste Asiático e no Pacífico. A dimensão transatlântica vai diminuir. As grandes tendências globais, ao nível da tecnologia, da demografia, da repartição do poder mostram o declínio da Europa", disse Joschka Fischer.

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros considera que a Alemanha pode assumir mais responsabilidades mas não deve agir sozinha.

"Não recomendaria à Alemanha agir sozinha quaisquer que sejam as circunstâncias. Deve agir como parte integrante da Europa, da aliança ocidental, com a França, o que está a ser feito. Há algum tempo, não poderia ter pensado que hoje haveria tropas alemães no Mali. Penso que é bom. É a decisão certa. Não podemos deixar a França sozinha na luta contra o terrorismo em África", disse Fischer.

A atual ministra da Defesa da Alemanha, Ursula Von der Leyen (do partido conservador alemão CDU), afirma que estão a ser dados passos importantes para a criação de um sistema de defesa europeu.

"Estou muito otimista porque estive atenta aos desenvolvimentos no último ano e meio. A defesa foi a área na qual fizemos mais progressos, enquanto à nossa volta havia muitos problemas e ruturas. Progredimos juntos porque sentimos que, enquanto europeus, devemos trabalhar juntos para resolver os nossos problemas. Nesta área, ninguém nos vais ajudar. Fizemos um tremendo progresso e, por sermos tão consensuais e avançarmos tão rápido, conseguimos garantir a estabilidade. Estamos no bom caminho", disse a ministra da Defesa da Alemanha.

Ursula Von der Leyen elogia o papel dos franceses no domínio da criação de um sistema de Defesa Europeu.

"Sem os franceses, não teríamos conseguido lançar a União Europeia da Defesa, que está agora a fazer grandes progressos. Uma cultura estratégica comum significa sentarmo-nos juntos constantemente para analisar as várias situações, como fizemos em relação à Síria e ao Iraque e significa também olhar para África", acrescentou a responsável política do governo de Angela Merkel.