Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Mestres do Surrealismo em Pisa

Mestres do Surrealismo em Pisa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A cidade italiana de Pisa é palco de uma homenagem ao Surrealismo. No Palazzo Blu estão patentes, desde esta quinta-feira, e até 17 de fevereiro de 2019, obras de Dali, Miro, Magritte, Duchamp mas também do fotógrafo Man Ray.

"O surrealismo foi um movimento contemporâneo à difusão, em França, das ideias defendidas por Sigmund Freud, e todos os personagens principais desse movimento, durante a sua fundação - Louis Aragon, André Breton - são jovens que têm um profundo conhecimento das teorias de Freud. Todos aqueles que se juntaram ao movimento surrealista, ao longo do tempo, foram freudianos ou leitores de Freud. O inconsciente, a livre expressão do inconsciente, resume a ambição poética do surrealismo, que significa expressar o que o homem possui, que é mais livre, mais inventivo, sem restrições, para além de qualquer moral", explica o vice-diretor do Centro George Pompidou e curador da exposição, Didier Ottinger.

A exposição, intitulada, em português, "De Magritte a Duchamp. 1929: O maior Surrealismo do Centro Pompidou", leva cerca de uma centena de trabalhos que fazem parte da coleção da referida instituição parisiense, a Itália.