Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Comissão Europeia quer diálogo 'calmo e construtivo' com Itália

Comissão Europeia quer diálogo 'calmo e construtivo' com Itália
Tamanho do texto Aa Aa

O comissário europeu para a economia, Pierre Moscovici, afirma que os problemas levantados pelo aumento do défice no orçamento italiano vão levar tempo a resolver e que Bruxelas quer estabelecer um diálogo calmo e construtivo.

"Não imagino o euro sem Itália e a Itália sem o euro"

Pierre Moscovici Comissário europeu para a economia

As declarações de Moscovici têm lugar depois da Comissão Europeia ter enviado uma carta ao executivo italiano na qual questiona o aumento do défice previsto no orçamento para o próximo ano.

"Em primeiro lugar gostaria de sublinhar que a Itália recebe o mesmo tratamento que os outros estados-membros e nesta questão não existem objetivos políticos, jogos de poder ou discriminações. Durante todos estes anos fiz tudo ao meu alcance para permitir que a Itália beneficie do pacto Europeu de Estabilidade o que significa 30 mil milhões de euros", afirmou em Roma o comissário europeu.

O ministro italiano da economia abriu as portas ao diálogo.

"Tomámos nota de todas estas diferentes avaliações e acreditamos poder oferecer uma explicação mais detalhada e o raciocínio por detrás desta decisão de forma a explicar à Comissão Europeia as reformas estruturais", disse Giovanni Tria.

A proposta orçamental italiana para 2019 prevê um défice de 2,4% do Produto Interno Bruto, um valor significativamente superior aos 0,8% prometidos pelo governo anterior de centro-esquerda.