Última hora

Última hora

Explosivos enviados para Obama e Clinton

Em leitura:

Explosivos enviados para Obama e Clinton

Explosivos enviados para Obama e Clinton
Tamanho do texto Aa Aa

Os serviços secretos norte-americanos intercetaram dois engenhos explosivos enviados por correio ao ex-presidente dos EUA, Barack Obama e à antiga Secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton. Os pacotes suspeitos foram identificados durante uma inspeção de rotina e os destinatários nunca estiveram em perigo.

Os aparelhos eram semelhantes aos encontrados na segunda-feira na casa de George Soros. O ponto em comum entre os três alvos é o Partido Democrata, Obama e Clinton são os dois nomes fortes no partido em termos políticos enquanto o bilionário e filantropo é um dos seus principais financiadores.

Apesar de terem circulado rumores de que a Casa Branca tinha sido também um dos alvos, a informação foi prontamente desmentida. Certo é que a descoberta dos engenhos explosivos torna ainda mais escaldante o duelo entre Democratas e Republicanos para as eleições de 6 de novembro, e onde o partido de Donald Trump corre o risco de perder a maioria no Congresso.

O ambiente de "guerrilha política" deixou os Estados Unidos em alerta máximo e o edifício da Time Warner, em Nova Iorque, também foi evacuado esta quarta-feira devido à existência de um pacote suspeito entre a correspondência.

A polícia nova-iorquina acredita tratar-se igualmente de um engenho explosivo mas crê ter a situação sob controlo.