Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

EUA não se deixam intimidar por ameaça terrorista

EUA não se deixam intimidar por ameaça terrorista
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos voltaram a sentir a ameaça terrorista mas desta vez as autoridades conseguiram evitar o pior e intercetaram uma série de pacotes armadilhados enviados a altas figuras como Barack Obama e Hillary Clinton.

Em Nova Iorque, a suspeita de um engenho explosivo entre a correspondência levou mesmo à evacuação do edifício da Time Warner.

Bill de Blasio, "mayor" de Nova Iorque, não hesitou em classificar este episódio como um "ato de terrorismo para minar a imprensa livre e os líderes deste país com recurso à violência", acrescentando que os nova-iorquinos não se iam deixar intimidar.

De acordo com a polícia nova-iorquina, além de um engenho explosivo, os pacotes continham ainda um pó branco. Foram detetados numa inspeção de rotina e os destinatários nunca estiveram em perigo.

Os alvos foram na sua maioria figuras de destaque nos democratas, desde o ex-presidente Barack Obama a George Soros, um dos principais financiadores do partido. Um sinal preocupante a menos de duas semanas para as eleições intercalares que podem muito bem mudar a balança do poder no país.

O Presidente Donald Trump apelou à união e acrescentou que a violência política não tem lugar nos EUA.