Última hora

Última hora

EUA não se deixam intimidar por ameaça terrorista

Em leitura:

EUA não se deixam intimidar por ameaça terrorista

EUA não se deixam intimidar por ameaça terrorista
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos voltaram a sentir a ameaça terrorista mas desta vez as autoridades conseguiram evitar o pior e intercetaram uma série de pacotes armadilhados enviados a altas figuras como Barack Obama e Hillary Clinton.

Em Nova Iorque, a suspeita de um engenho explosivo entre a correspondência levou mesmo à evacuação do edifício da Time Warner.

Bill de Blasio, "mayor" de Nova Iorque, não hesitou em classificar este episódio como um "ato de terrorismo para minar a imprensa livre e os líderes deste país com recurso à violência", acrescentando que os nova-iorquinos não se iam deixar intimidar.

De acordo com a polícia nova-iorquina, além de um engenho explosivo, os pacotes continham ainda um pó branco. Foram detetados numa inspeção de rotina e os destinatários nunca estiveram em perigo.

Os alvos foram na sua maioria figuras de destaque nos democratas, desde o ex-presidente Barack Obama a George Soros, um dos principais financiadores do partido. Um sinal preocupante a menos de duas semanas para as eleições intercalares que podem muito bem mudar a balança do poder no país.

O Presidente Donald Trump apelou à união e acrescentou que a violência política não tem lugar nos EUA.