Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Ataque a sinagoga nos EUA deixa 11 mortos

Ataque a sinagoga nos EUA deixa 11 mortos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Onze pessoas foram mortas num ataque com arma de fogo numa sinagoga em Pittsburgh, estado da Pensilvânia, EUA.

O ataque, que aconteceu enquanto se realizava um serviço religioso na sinagoga Árvore da Vida, no sábado de manhã, está a ser tratado como um crime de ódio.

O suspeito do ataque, identificado como Robert Bowers, de 46 anos, foi levado sob custódia após ser ferido quando forças especiais da polícia entraram no edifício.

"Eu estava na cama e ouvi gritos e desci. A minha mãe disse-me que tinha havido um tiroteio na sinagoga. Provavelmente, era por volta das 10:15. A minha mãe estava a deixar o meu irmão e ela viu um homem a correr muito rápido pela rua abaixo. O meu irmão saiu do carro e o homem disse: você tem de ligar para as emergências, agora mesmo," revela o habitante do bairro Squirrel Hill, Cody Murph.

Alguns meios de comunicação social indicam que Bowers gritou "todos os judeus devem morrer", enquanto disparava sobre as pessoas presentes na sinagoga.

Bowers está sob custódia enquanto é tratado a vários ferimentos de bala.