Ucrânia:Tymoshenko não quer os acordos de Minsk

Ucrânia:Tymoshenko não quer os acordos de Minsk
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Candidata à eleição presidencial na Ucrânia, a ex-primeira-ministra, Yulia Tymoshenko, quer fazer tábua rasa dos acordos de Minsk e partir para o formato de Budapeste, com a Rússia, os Estados Unidos e o Reino Unido.

PUBLICIDADE

Yulia Tymoshenko é candidata à eleição presidencial na Ucrânia, no próximo ano.

As sondagens começam a dar grandes esperanças à ex-primeira-ministra, que, no Fórum Económico Internacional, em Genebra, explicou ao repórter Olaf Bruns que pondera fazer tábua rasa dos acordos de Minsk, optando pelo formato de Budapeste, com o envolvimento da Rússia dos Estados Unidos e do Reino Unido para tentar sair do impasse em que a Ucrânia persiste.

"Sabemos que os acordos de Minsk e todo o processo de Minsk certamente tiveram um impacto positivo numa dada altura. Talvez tenham evitado um derramamento de sangue massivo e uma guerra em grande escala. E, claro, há um agradecimento especial a Merkel e à França pela sua participação. Mas o formato de Minsk não é suficiente hoje", afirmou.

Tymoshenko garantiu, no entanto, que nunca reconhecerá a anexação da Crimeia.

Partilhe esta notíciaComentários