A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Começou na Alemanha julgamento de antigo guarda nazi

Começou na Alemanha julgamento de antigo guarda nazi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em Munster, na Alemanha, começou o julgamento do antigo guarda do campo de concentração nazi de Stutthof.

O ministério publico não revelou a identidade deste alemão de 94 anos, acusado de cumplicidade em centenas de mortes.

O réu reconheceu que trabalhou como guarda no campo, situado perto de Gdansk, mas garantiu que não sabia nada sobre os assassinatos.

Segundo a acusação, o antigo guarda tinha “conhecimento de todos os métodos usados para matar” e foi cúmplice mesmo que não tenha participado diretamente.

Onur Oezata, um dos advogados de acusação, considera que para os seus clientes o que está em causa não é o futuro de um homem que vai para a prisão com 94 anos. Trata-se de fazer justiça mesmo que seja apenas um pequeno gesto.

Ben Cohen, neto de uma sobrevivente do Holocausto, lembra que a avó dedicou a vida a contar a sua história. “Esta é uma forma de fazer justiça em seu nome”.

Stutthof foi o primeiro campo de concentração nazi ativado fora da Alemanha e um dos últimos a ser libertado pelos Aliados, em maio de 1945.