Última hora

Última hora

Três filmes em competição pelo Prémio Lux

Em leitura:

Três filmes em competição pelo Prémio Lux

Três filmes em competição pelo Prémio Lux
Tamanho do texto Aa Aa

Três filmes que convidam ao debate competem este ano pelo Prémio Lux, atribuído pelo Parlamento Europeu a obras que se destacam por promoverem, nomeadamente, a temática da integração.

O primeiro chega da Sérvia: "The Other Side of Everything", de Mila Turajlic, conta a história de um país que tenta sarar feridas, através de um apartamento dividido, onde famílias se ignoram há sete décadas.

Mila Turajlic: "O que está por trás desta porta é a história de um país que sempre esteve definido pelas suas divisões. Por isso, um dos objetivos do filme é tentar abrir essa porta e dizer que a única forma de conseguirmos escrever a sua história é se a escrevermos num espaço amplo o suficiente para abarcar todos esses pontos de vista."

Da Islândia, Benedikt Erlingsson traz-nos, em "Woman at War", a luta de uma mulher em prol do meio ambiente, uma versão contemporânea de Robin dos Bosques face a uma multinacional do alumínio.

Benedikt Erlingsson: "Ela quer atingir os maus da fita, impôr-lhes custos e prejuízos. Eles são os sabotadores e ela quer sabotá-los. Essa é a premissa, mas há outra questão: quando se pode atuar e quebrar as regras?"

Em "Styx", o austríaco Wolfgang Fischer relata os esforços de uma mulher para fazer face a uma situação que a ultrapassa: sozinha num veleiro, encontra uma embarcação cheia de migrantes e os pedidos de ajuda que lança não obtêm resposta.

Wolfgang Fischer: "Estamos sempre na sua perspetiva e por isso levantamos as questões: e nós? Como reagiriamos? Que escolhas faríamos? A ideia principal foi levantar essa questão: o que teriamos feito nós nessa situação?"

O vencedor do Prémio Lux será anunciado a 14 de novembro.

Mais sobre Cult