Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

DIRETO: Comemorações do centenário do Armistício da I Guerra Mundial

DIRETO: Comemorações do centenário do Armistício da I Guerra Mundial
Direitos de autor
REUTERS/Benoit Tessier/Pool
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Paris é este domingo a capital das comemorações do centenário do Armistício que colocou a 11 de novembro de 1918 um ponto final nos quatro anos de conflito da I Guerra Mundial.

Cem anos depois, mais de 70 líderes mundiais, entre eles o Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, juntam-se na capital francesa para homenagear os cerca de 10 milhões de mortos e mais de 20 milhões de feridos daquela que ficou conhecida como a 'Guerra das Guerras'.

Tudo começou a 28 de Junho de 1914, quando um nacionalista sérvio, Gravrilo Princip, assassinou o herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro, o arquiduque Francisco Fernando, em Sarajevo.

O contexto político de nacionalismos exacerbados, a rede de acordos secretos entre potências europeias e uma sucessão de acontecimentos acabou por fazer alastrar o conflito a uma escala internacional nunca antes vista no mundo.

Perante dezenas de fotógrafos, Emmanuel Macron recebeu num tapete vermelho os líderes políticos, fazendo-se acompanhar da sua mulher Brigitte. Os primeiros-ministros da Suécia, Irlanda, Noruega e Argélia chegaram antes da Chanceler Ângela Merkel e do primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau.

O presidente dos EUA, Donald Trump, e o seu homólogo russo, Vladimir Putin, optaram por não ir até ao Palácio do Eliseu e seguiram diretamente para o Arco do Triunfo, onde tiveram lugar as principais cerimónias.

Aqui realizaram-se ainda diversos momentos musicais, que ficaram a cabo do violoncelista Yo-yo Ma e do violinista Renaud Capuçon, bem como do coro do Exército francês e da Orquestra Europeia da Juventude.

Além dos cem anos de um dos acontecimentos mais marcantes do século XX realiza-se ainda o Fórum da Paz, um evento que vai marcar a tarde deste domingo e discutir uma agenda de segurança e paz global para o futuro.