Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Um morto e mais de 400 feridos no protesto dos "coletes amarelos" (atualizado)

Um morto e mais de 400 feridos no protesto dos "coletes amarelos" (atualizado)
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 280 mil pessoas participaram este sábado no trágico protesto dos "coletes amarelos" contra o recorrente aumento do preço dos carburantes em França.

A mobilização ficou manchada pela morte de uma manifestante, atropelada por uma condutora, que entrou em pânico após a viatura em que seguia com a filha ter sido atacada por um grupo afeto aos "coletes amarelos".

Noutros incidentes registados nas mais de 2000 ações de protesto verificadas, o balanço aponta para pelo menos 227 pessoas feridas, incluindo sete em estado grave, entre elas um polícia, anunciou o ministério do Interior

O movimento não conseguiu bloquear a França, como se propunha, mas fez-se sentir um pouco por todo o país, impondo em algumas zonas apenas a marcha lenta, noutras o bloqueio total de vias, o que originou alguns confrontos.

Os "coletes amarelos" estão contra os recorrentes aumentos no gasóleo e na gasolina, impostos pela política ecológica do Presidente Emmanuel Macron.

A partir de 01 de janeiro, os carburantes com base em combustíveis fósseis vão ver o preço de novo agravado com a aplicação de mais taxas ecológicas.