Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

China em guerra contra a Dolce & Gabbana

China em guerra contra a Dolce & Gabbana
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As maiores plataformas de comércio eletrónico da China retiraram os produtos "Dolce & Gabbana" dos seus portais. Uma decisão tomada depois de ser publicada, na conta de Instagram do fundador da marca, Stefano Gabbana, uma publicação onde se critica, de forma grosseira, o país.

O comentário foi publicado depois de uma onda de protesto por causa de uma campanha da marca onde uma chinesa tenta comer com pauzinhos comida ocidental. Os chineses viram-na como racista.

Enquanto a "Dolce & Gabanna" afirma que a sua conta foi pirateada os consumidores e as celebridades chinesas começaram a fazer boicote aos produtos e ao desfile da marca italiana, que acabou cancelado. Sobre esta questão os responsáveis da "Dolce & Gabanna" escreveram, na referida rede social, que é lamentável que o evento não aconteça por todas as pessoas que trabalharam para a sua concretização.