Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Fogo da Califórnia está 100% controlado mas não extinto

Brett e Vanthy Bizzle recuperam pertences no que resta da casa ardida
Brett e Vanthy Bizzle recuperam pertences no que resta da casa ardida -
Direitos de autor
REUTERS/Elijah Nouvelage
Tamanho do texto Aa Aa

Está totalmente controlado o maior incêndio de sempre na Califórnia, no ocidente dos Estados Unidos, cujo último balanço aponta para pelo menos 87 mortos e 249 pessoas ainda incontactáveis.

As duas tempestades que caíram sobre a região na semana passada ajudaram a abrandar as chamas, entretanto controladas, mas nem por isso extintas, alerta, contudo, o Departamento de Florestas e de Proteção contra Incêndios da Califórnia (Cal.Fire).

"As equipas vão trabalhar (no rescaldo) durante meses. Dentro do perímetro, ainda troncos e raízes a arder no subsolo. Precisamos ainda de desenterra-las e extinguir estes focos de calor", afirmou Brigitte Foster, porta-voz da unidade de comando no combate ao maior incêndio na história da Califórnia, citada pelo San Francisco Chronicle.

A combinação de fogo e chuva provoca agora o receio de ocorrerem também deslizamentos de terras nas regiões afetadas por ambos os elementos, numa altura em que prosseguem as operações de rescaldo, busca e resgate.

Após mais de duas semanas a combater as chamas, o Cal.Fire estima que o fogo, conhecido pelos locais como "Camp Fire", tenha consumido mais de 60 mil hectares, destruindo quase 14 mil habitações, num total de quase 4000 estruturas ardidas.

O número de pessoas incontactáveis baixou para menos de 250, mas entre estas pode haver quem desconheça estar entre os supostos desaparecidos, admitem as autoridades.