A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Pilotos gregos distinguem-se em manobras da NATO

Pilotos gregos distinguem-se em manobras da NATO
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Treinados em condições de combate real, estão prontos para enfrentar qualquer ameaça e quando participam em exercícios da NATO, são frequentemente distinguidos.

Uma vez mais, os pilotos gregos foram considerados os melhores combatentes da Aliança Atlântica. A distinção foi alcançada pelos operadores do esquadrão 335 de Tanagra, nas últimas manobras aéreas conjuntas, em Albacete, Espanha.

O capitão Vassilis Tsandylas era o chefe da missão grega e explica o desempenho dos seus homens: "Aqui, no Mediterrâneo, temos um enorme conjunto de especificidades, em termos de meio ambiente, e de outras condições. Tudo isso requer um nível mais elevado de treino. Somos treinados para trabalhar em paz, ou em crise, ou mesmo em tensão e guerra. É por isso que estamos aqui e é por isso que somos treinados ".

O piloto, Dimitrios Tsoumpekas, também participou na missão grega em Albacete:

"O objetivo da manobra era testar como os membros da aviação da NATO iriam trabalhar todos juntos num curto espaço de tempo para realizar uma missão estabelecida pelos respetivos comandos".

As tensões no mar Egeu e as frequentes interceções fazem parte do quotidiano dos pilotos gregos, num clima de crispação permanente entre a Grécia e aTurquia.

"Isso é algo com que nos preocupamos, mas não nos afeta, porque tentamos fazer aquilo para que fomos treinados, profissionalmente, de forma correta. A política estrangeira é decidida por outros, por isso nós seguimos, claramente, as instruções dadas pelos comandos", diz Dimitris Tsoubekas.

A repórter da Euronews, Fay Doulgeri, lembra que: "As missões empreendidas pelos pilotos gregos em Albacete foram exigentes. Mas as rotinas dos pilotos gregos são ainda mais exigentes, especialmente em períodos de tensão no Mar Egeu, entre a Grécia e a Turquia".