Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

UE: Como reagir à tensão no Mar de Azov?

UE: Como reagir à tensão no Mar de Azov?
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia e a NATO trabalham em conjunto para decidirem as medidas de resposta à captura dos três navios ucranianos pela Rússia.

A porta-voz da comissão dos Negócios Estrangeiros afirmou, na conferência de imprensa desta terça-feira: "Esperamos que a Rússia garanta a retomada de uma passagem livre pelo Estreito de Kerch e que os navios capturados sejam libertados."

Questionada sobre a possibilidade de serem decretadas novas sações contra a Rússia, Maja Kocjancic, respondeu: "Todas as medidas restritivas devem ser adotadas por unanimidade. Você sabe muito bem em que situação estamos no que respeita às sanções em vigor ligadas à Ucrânia e à situação na Crimeia".

Ou seja, não se prevém novas sanções europeias.

O especialista do Fundo Marshall alemão, Bruno Lete, defende que "a NATO deveria considerar seriamente discutir sobre o aumento da presença miliatar no Mar Negro. Uma medida concreta seria o envio mais vezes de navios de guerra da NATO para portos de cidades importantes da Geórgia e da Ucrânia para mostrar solidariedade".

Já Michael Carpenter, do Conselho Atlântico, recomenda sanções como por exemplo, "o bloqueio de bancos comerciais russos para deixar claro que este comportamento é inaceitável". Para além disso, afirma: "Penso que deveria haver consequências para as agressões da Rússia. Os Estados Unidos deviam prestar assistência militar à Ucrânia, de natureza defensiva, como por exemplo radares informação, vigilância, reconhecimento e formação na consciencialização do domínio marítimo. Diria mísseis terrestres anti-navios para defesa do litoral ucraniano no Mar de Azov. Penso que o que a Ucrânia precisa mais neste momento são pequenos barcos rapidamente manobráveis no Mar de Azov que é uma via de navegação rasa.

O mundo está de novo em sobressalto com a subida da tensão entre a Rússia e a Ucrânia e muitos procuram respostas.