Última hora

Última hora

O novo vício dos adolescentes americanos

O novo vício dos adolescentes americanos
Tamanho do texto Aa Aa

É um fenómeno que atinge muitos países - a Sociedade Portuguesa de Pneumologia já lançou o alerta - mas os números que chegam dos Estados Unidos dão corpo à realidade. A utilização de cigarros eletrónicos entre os adolescentes do ensino secundário duplicou no último mês em relação ao ano passado, abrangendo 21% dos estudantes americanos.

Os consumidores nem sempre têm noção de que estão realmente a utilizar nicotina.

Wilson Compton Instituto Nacional da Droga dos EUA

"Isto atingiu uma proporção inadmissível", diz Scott Gottlieb, da FDA, a autoridade sanitária americana. Em causa estão sobretudo os alunos do 10° ao 12° anos, atraídos pelos sabores variados dos produtos e pelos argumentos que apontam este tipo de consumo como mais seguro.

"Mas os consumidores nem sempre têm noção de que estão realmente a utilizar nicotina", responde Wilson Compton, do Instituto Nacional da Droga americano.

As autoridades sanitárias falam mesmo em "epidemia" e numa nova geração viciada em nicotina. Os cinco principais produtores de cigarros eletrónicos foram intimados a apresentar medidas para controlar o uso entre os mais novos, sob pena de o consumo passar a ser proibido.