Última hora

Carlo Ancelotti contra-ataca insultos racistas a Kalidou Koulibaly

Carlo Ancelotti contra-ataca insultos racistas a Kalidou Koulibaly
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O duelo desta quarta-feira entre o Inter de Milão e o Nápoles ainda não tinha começado e já se falava em quatro feridos vítimas de uma arma branca. Dentro das quatro linhas, a tensão subiu ainda mais de tom.

O defesa senegalês Kalidou Koulibaly foi alvo de cânticos racistas por parte de adeptos do Inter. Perdeu a paciência e acabou por ser expulso.

Mas para o técnico do Nápoles os momentos que o jogador viveu em campo é que mereciam o cartão vermelho. Carlo Ancelotti apontou o dedo ao árbitro por não ter interrompido o jogo: "Não fiquei com raiva mas fiquei desapontado. Dirigi-me ao árbitro para perguntar o que tinha acontecido. Kalidou Koulibaly foi insultado durante todo o jogo com gritos racistas. Pedimos às autoridades para interferirem mas só se fizeram anúncios pelos altifalantes. Não houve suspensão temporária do jogo como tínhamos solicitado. Penso que isso teria sido o correto. Gostaríamos de perceber quantas vezes é que é preciso denunciar o comportamento racista até que o árbitro resolva suspender o jogo. Da próxima vez, se não for tomada qualquer medida, deixaremos de jogar unilateralmente."

O senegalês recorreu ao Twitter para dizer que tem orgulho na cor da pele.

O duelo de alta tensão terminou com a vitória do Inter por 1-0 graças ao golo do argentino Lautaro Martinez mesmo na reta final.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.