Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Carlo Ancelotti contra-ataca insultos racistas a Kalidou Koulibaly

Carlo Ancelotti contra-ataca insultos racistas a Kalidou Koulibaly
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O duelo desta quarta-feira entre o Inter de Milão e o Nápoles ainda não tinha começado e já se falava em quatro feridos vítimas de uma arma branca. Dentro das quatro linhas, a tensão subiu ainda mais de tom.

O defesa senegalês Kalidou Koulibaly foi alvo de cânticos racistas por parte de adeptos do Inter. Perdeu a paciência e acabou por ser expulso.

Mas para o técnico do Nápoles os momentos que o jogador viveu em campo é que mereciam o cartão vermelho. Carlo Ancelotti apontou o dedo ao árbitro por não ter interrompido o jogo: "Não fiquei com raiva mas fiquei desapontado. Dirigi-me ao árbitro para perguntar o que tinha acontecido. Kalidou Koulibaly foi insultado durante todo o jogo com gritos racistas. Pedimos às autoridades para interferirem mas só se fizeram anúncios pelos altifalantes. Não houve suspensão temporária do jogo como tínhamos solicitado. Penso que isso teria sido o correto. Gostaríamos de perceber quantas vezes é que é preciso denunciar o comportamento racista até que o árbitro resolva suspender o jogo. Da próxima vez, se não for tomada qualquer medida, deixaremos de jogar unilateralmente."

O senegalês recorreu ao Twitter para dizer que tem orgulho na cor da pele.

O duelo de alta tensão terminou com a vitória do Inter por 1-0 graças ao golo do argentino Lautaro Martinez mesmo na reta final.