EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Atentado ao Charlie Hebdo foi há 4 anos

Atentado ao Charlie Hebdo foi há 4 anos
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O atentado ao jornal satírico Charlie Hebdo celebra o quarto aniversársio. Para assinalar a data, o semanário tem uma edição comemorativa.

PUBLICIDADE

Passaram quatro anos sobre o atentado ao Charlie Hebdo. A 7 de janeiro de 2015, o semanário francês perdia oito membros da equipa, num ataque que fez um total de 12 vítimas mortais.

O massacre que pretendia pôr fim às caricaturas do jornal satírico acabou tornar-se num atentado à liberdade de expressão à escala mundial.

Cherif e Saïd Kouachi, dois irmãos afectos a uma rede de recrutamento de jihadistas para a Síria e o Iraque, foram os autores do ataque e viriam a morrer num tiroteio com a polícia, dois dias depois.

Os terroristas mataram cinco cartunistas do Charlie Hebdo, mas não conseguiram impedir que a sátira voltasse às bancas.

Com o mundo ainda de luto, uma publicação mais pequena era impressa, uma semana depois.

Em França, três milhões e 700 mill pessoas saíram à rua para serem Charlie. Um gesto que mais do que uma manifestação de solidariedade para com o jornal soou a manifesto pela democracia.

Para celebrar o aniversário do atentado, uma nova publicação. Já pouco se fala do ataque à redação, mas permanecem as denúncias às ofensas. Quatro anos depois, a caneta continua em riste contra o fundamentalismo islâmico.

Sobre um fundo negro e a capa do primeiro número após o atentado, um bispo e um imã sopram a chama de uma vela e o obscurantismo volta a fazer a primeira página.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França recorda os três dias de terror em Paris

França: Presidente inaugura gráfica onde foram abatidos atacantes do Charlie Hebdo

Querida, vou ao Charlie