Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Jornalista turca condenada a prisão por difamação

Jornalista turca condenada a prisão por difamação
Tamanho do texto Aa Aa

A jornalista turca Pelin Ünker, do jornal Cumhuriyet, foi condenada a 13 meses de prisão por causa de ter participado na investigação internacional sobre paraísos fiscais offshore, conhecida por Paradise Papers.

O trabalho foi levado a cabo por jornalistas que colaboram no projeto Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos.

Um tribunal de Istambul considerou que a jornalista cometeu o crime de "difamação e insulto" contra o ex-primeiro ministro Binali Yildirim e os seus dois filhos, mencionados como tendo empresas resgistadas em Malta.

Binali Yildirim preside à Assembleia Nacional da Turquia, depois de uma reforma constitucional ter extinguido o cargo de primeiro-ministro, que ocupou de maio de 2016 a julho de 2018.

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) colocou a Turquia no 157º lugar entre 180 países ao nível da liberdade de imprensa (World Free Press Index 2018).

A RSF descreve a Turquia como "a maior prisão do mundo para jornalistas profissionais".