Última hora

UE adiciona mais iranianos à lista de terroristas

UE adiciona mais iranianos à lista de terroristas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Irão já anunciou que vai retribuir a decisão da União Europeia, quarta-feira, de adicionar dois indivíduos e uma entidade ligada aos serviços secretos na lista de terroristas, congelando os seus ativos financeiros.

A medida do Conselho Europeu visa responder a vários ataques das autoridades do Irão contra dissidentes residentes em países europeus.

O pedido de medidas punitivas foi liderado pelo governo da Dinamarca, que acusa as autoridades de Teerão de tentarem assassinar três opositores a residir naquele Estado-membro.

"O Irão adotará as medidas necessárias em resposta a esta decisão e no quadro de reciprocidade", disse Bahram Qassemi, porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros do Irão, num comunicado publicado no site oficial do ministério.

Por seu lado, o governo de Israel aplaudiu a decisão, argumentando que "as novas sanções impostas oferecem alguma esperança" para combater "a agressão iraniana" e encorajar "que um número crescente de países esteja disposto a tomar uma posição clara e ativa contra a campanha terrorista global do Irão", disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros via Twitter.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.