Última hora
This content is not available in your region

Macron propõe uma "nova presidência" aos franceses

euronews_icons_loading
Macron propõe uma "nova presidência" aos franceses
Tamanho do texto Aa Aa

Numa França imersa num profundo questionamento político, embalado por quase dois meses de movimento "coletes amarelos", chegou a hora de um debate nacional. É assim que Emmanuel Macron justifica a escrita de uma carta aberta, com 5 páginas, na qual propõe entrar em conjunto com os franceses numa nova fase da presidência.

Vamos transformar a raiva em soluções.

Emmanuel Macron Presidente francês

Na missiva constam frases como "vamos transformar a raiva em soluções", "construir um novo contrato para a nação", "estruturar a ação do governo e do parlamento" e definir "as posições da França ao nível internacional".

E como a tarefa é, manifestamente, hercúlea, o presidente quer ouvir as propostas dos cidadãos através de um questionário, que será apresentado com 35 perguntas em torno de quatro temas: a fiscalidade, a organização do aparelho de Estado, a transição ecológica e a cidadania em geral, área que inclui o tão controverso dossiê da imigração.

Se os franceses vão mobilizar-se para responder, essa é ainda uma outra questão. Macron salienta que não vai voltar atrás em temas como a interrupção voluntária da gravidez ou a supressão do imposto sobre as fortunas.

O debate será lançado oficialmente esta terça-feira, numa pequena aldeia da Normandia, no norte do país.