Última hora

Última hora

Estância de esqui acaba com uso do plástico na zona das pistas

A estância de Bansko pretende reduzir a pegada humana nas pistas
Tamanho do texto Aa Aa

Bansko é uma das mais populares estâncias de esqui da Bulgária e agora pode mesmo tornar-se numa das mais conhecidas e menos poluídas da Europa.

Tudo porque proibiu esta época o uso de plástico em todos os cafés, restaurantes e até nos bares situados nas pistas.

O diretor de marketing da Ulen, a empresa que gere a estância, espera agora convencer também os esquiadores a aderir à medida.

"Para todos aqueles que vêm esquiar para cá e trazem plásticos como, por exemplo, garrafas de água ou pacotes de alimentos, colocámos instruções para lhes mostrar onde podem deita-los fora, separando-os para a reciclagem, para que não poluam as pistas de esqui", explicou Ivan Obreykov, da ulen.

A estância está agora a servir as bebidas em garrafas de vidro. Os pratos, os copos e os talheres fornecidos são de cartão ou cerâmica e no fim devem ser despejados nos respetivos contentores, indentificados com um sinal verde onde se lê "eco-friendly" ("amigo do ambiente").

Maja Bozhinovska, uma turista oriunda da Macedónia, assume-se "amante da natureza e amiga do ambiente". "Por isso, adorava poder propagar este espírito por todo o mundo", afirmou esta esquiadora.

A estância inspirou-se para esta imposiç]ão do fim do uso do plástico pelas respetivas empresas de restauração na poluição registada naquela região durante o verão e espera agora que Bansko possa contribuir para uma redução significativa da pegada humana no planeta.