Última hora

300 desaparecidos na barragem de Brumadinho

300 desaparecidos na barragem de Brumadinho
Tamanho do texto Aa Aa

O rompimento da barragem do Córrego do Feijão, perto da vila de Brumadinho, no Estado de Minas Gerais, Brasil, pode ter morto centenas de pessoas. As buscas para encontrar sobreviventes continuam. Mais de 300 pessoas estão desaparecidas e teme-se que a maioria tenha morrido. Foram encontrados, até agora, cerca de 200 sobreviventes e o número de mortos confirmado é de cerca de 60.

Foi encontrado um segundo autocarro, depois de um primeiro veículo de onde foram resgatada uma dezena de corpos e é na zona onde esse novo veículo foi encontrado que estão a concentrar as buscas. A lama deixou soterrado também um grande número de animais.

Enquanto decorrem as buscas, aumentam as críticas ao governo anterior, por ter permitido a expansão do complexo, e à empresa Vale, proprietária da mina, que mantém que todas as normas de segurança estavam a ser cumpridas.

O deslizamento de lama provocado pelo rompimento da barragem destruiu a área administrativa da Vale, tal como várias casas e propriedades rurais. O rio Paraopeba também foi atingido. Entre os desaparecidos há funcionários da Vale ou de empresas subcontratadas, ou ainda vários moradores da zona.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.