A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Papa despede-se do Panamá com missa gigantesca

Papa despede-se do Panamá com missa gigantesca
Direitos de autor
REUTERS/Henry Romero
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Adeus, Panamá, vemo-nos em Lisboa em 2022. Foi com o anúncio, já esperado, de que as próximas Jornadas Mundiais da Juventude se vão realizar em Portugal que o Papa Francisco fechou a edição deste ano. A missa de encerramento, a que assistiram 700 mil pessoas, deu uma ideia do cenário que podemos esperar na capital portuguesa daqui a três anos. Nesta última homilia no Panamá, Francisco apelou aos jovens para que rejeitem o medo, a exclusão, a especulação e a humilhação.

O tema das migrações foi muitas vezes referido pelo Papa durante estas jornadas, a que assistiram muitos jovens venezuelanos, numa altura em que o país passa por uma crise sem precedentes. As viagens do papa Francisco não ficam por aqui: O sumo pontífice descansa agora uma semana no Vaticano e vai depois visitar Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, primeira visita papal da história a um país da Península Arábica.