Última hora
This content is not available in your region

Museu de espionagem da União Soviética abre em Nova Iorque

euronews_icons_loading
Museu de espionagem da União Soviética abre em Nova Iorque
Tamanho do texto Aa Aa

Abriu, em Nova Iorque, um museu de espionagem de dicado à KGB, a principal organização de serviços secretos da União Soviética.

A coleção de mais de 3500 objetos é de Julius Urbaitis, um lituano de 55 anos apaixonado pela espionagem soviética, dono de um museu do género no país natal. Julius Urbaitis conheceu um empresário norte-americano e decidiu partilhar parte da coleção com os nova-iorquinos.

Reuters

"É uma indicação de como os dois países, a Rússia e o resto do mundo estavam constantemente a tentar obter segredos.", admite um dos visistantes. "Tenho a certeza de que a Rússia poderia ter uma exposição como esta sobre a CIA. Espero que um dia tenha!", concluiu.

Julius Urbaitis criou a coleção durante 30 anos, três décadas de recolha de pedaços da história da espionagem europeia, agora contada num cantinho da rua 14 de Nova Iorque.