Última hora

Última hora

UE confirma progressos da Tailândia no combate à pesca ilegal

UE confirma progressos da Tailândia no combate à pesca ilegal
Tamanho do texto Aa Aa

Três anos e meio após ter dado um cartão amarelo à Tailândia devido à pesca ilegal, a União Europeia reconheceu os progressos realizados pelo país para combater as capturas ilegais, não declaradas e desreguladas.

O anúncio foi feito pelo Comissário Europeu Karmenu Vella, durante uma conferência de imprensa, em janeiro, na presença do primeiro-ministro adjunto da Tailândia.

"Como sabe, a nossa política na área da pesca não passa por sancionar os países terceiros, trata-se de cooperar com esses países. Ao longo de três anos e meio, trabalhámos em conjunto com as autoridades tailandesas para levar a cabo um programa de reformas do setor da pesca, o que incluiu a revisão completa da legislação. Graças às reformas, constatámos progressos nas regras de rastreabilidade, nos instrumentos de controlo e vigilância e na forma como as frotas são geridas", afirmou Karmenu Vella. Comissário Europeu para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pesca.

"Hoje, podemos dizer que a Tailândia conseguiu elevar com sucesso o nível do setor da pesca tanto nas águas interiores como nas águas internacionais, de modo a respeitar as normas internacionais. Estamos prontos para fazer uma parceria com a União Europeia para promover a pesca sustentável a nível nacional e regional. A Tailândia está fortemente determinada a erradicar a pesca ilegal", declarou Chatchai Sarikulya, ministro-adjunto do Reino da Tailândia.