Última hora

Última hora

Marcha da extrema direita búlgara em Sofia

Marcha da extrema direita búlgara em Sofia
Tamanho do texto Aa Aa

Uma marcha com jovens vestidos de negro que carregavam tochas. Mais de 2 mil militantes de grupos nacionalistas de extrema direita marcharam pelas ruas da capital búlgara - apesar da condenação internacional e do ativismo no local. Quiseram prestar homenagem ao general búlgaro Lukov, um simpatizante nazi.

"Acreditamos que é importante entrar em contacto com outros nacionalistas na Europa, porque acreditamos fortemente que os países independentes e livres são muito importantes", disse um dos nacionalistas presentes.

Ativistas anti-fascismo concentraram-se nos locais da marcha, mas não houve nenhum incidente.

"Não queremos mais o nazismo do século XX, não queremos mais o que já vimos destruir a vida de milhões de pessoas", disse uma das ativistas.

Os nacionalistas seguiram até à antiga casa do general. Lukov foi ministro da guerra búlgara nos anos 30 e manteve relações estreitas com altos funcionários da Alemanha nazi.