EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Jeremy Corbyn propõe união aduaneira entre UE e Reino Unido

Jeremy Corbyn propõe união aduaneira entre UE e Reino Unido
Direitos de autor 
De  Ricardo Borges de Carvalho
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Líder do Partido Trabalhista esteve reunido esta 5ª feira, em Bruxelas, com o principal negociador da União Europeia para do Brexit, Michel Barnier

PUBLICIDADE

Depois da primeira-ministra britânica Theresa May, esta quinta-feira foi a vez do líder da oposição ser recebido em Bruxelas.

Jeremy Corbyn reuniu-se com o principal negociador da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier. Um encontro que considerou útil e informativo.

Aos jornalistas, o líder do Partido Trabalhista falou também sobre as linhas principais do seu plano de saída do Reino Unido da União Europeia.

"O risco de uma saída sem acordo da União Europeia é muito grave para a Grã-Bretanha e está muito presente. Nós, no Partido Trabalhista, deixámos muito claro que não aceitamos uma saída sem acordo por causa do perigo para os empregos e cadeias de fornecimento na indústria manufatureira, bem como na transformação de alimentos e em muitas outras indústrias. Apresentámos o que acreditamos ser um processo credível que seria negociar uma união aduaneira com a União Europeia e um alinhamento para garantir o acesso ao mercado. "

Uma união aduaneira que Theresa May já rejeitou como hipótese.

Jeremy Corbyn reuniu-se também com o negociador do Parlamento Europeu para o Brexit, Guy Verhofstadt, que revelou que houve consenso quanto à necessidade de retirar de cima da mesa uma saída sem acordo.

O líder da oposição no Reino Unido considerou ainda que a primeira-ministra britânica está a deixar-se ficar refém de um pequeno grupo do seu partido e que tem de mudar de método, senão o caos que será gerado por um Brexit sem acordo será bem real.

e que o próprio líder trabalhista reconhece que não tem capacidade de negociar com Bruxelas porque não faz parte do governo britânico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Theresa May em Bruxelas sem novidades

Juncker recebe May e afasta Orbán

May e as "diversas propostas" para renegociar a salvaguarda irlandesa