Última hora

Última hora

Rouhani rejeita saída de Zarif do Ministério dos Negócios Estrangeiros

Rouhani rejeita saída de Zarif do Ministério dos Negócios Estrangeiros
Tamanho do texto Aa Aa

A demissão de Mohammad Javad Zarif do cargo de ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão foi oficialmente rejeitada pelo presidente Hassan Rouhani.

O chefe da diplomacia iraniana tinha anunciado a saída na segunda-feira através de uma publicação na conta pessoal no Instagram. Sem dar grandes explicações, Zarif tinha pedido, no entanto, que o Ministério recuperasse o papel estatutário na condução da política externa.

Algo que foi colocado em causa nos últimos tempos pela pressão dos elementos ultraconservadores do regime iraniano sobre o homem responsável pelo acordo nuclear de 2015.

Hassan Rouhani não deixou cair o ministro, ao justificar que a demissão "vai contra o interesse do país", manifestando o seu apreço pelos “esforços contínuos” e “o compromisso" de Zarif como ministro dos Negócios Estrangeiros.

"Considero que, como disse o líder [supremo, Ali Khamenei], vós sois ‘digno de confiança, corajoso e piedoso’, e estais na linha de frente da resistência contra a pressão total exercida pelos Estados Unidos" contra o Irão, acrescentou o Presidente iraniano na carta.

"Estou plenamente consciente das pressões exercidas sobre o aparelho diplomático do país, sobre o Governo e até mesmo sobre o Presidente eleito pelo povo", escreveu ainda Rohani, que é uma figura moderada no sistema político do Irão, acrescentando: "Todos os órgãos - isto inclui o Governo e as agências estatais - devem agir em total coordenação com o [seu] ministério nas relações internacionais".

Mohammad Javad Zarif lidera o Ministério dos Negócios Estrangeiros desde 2013, ano em que Hassan Rouhani chegou ao poder no Irão.