A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Benjamin Netanyahu diz ser alvo de perseguição política

Benjamin Netanyahu diz ser alvo de perseguição política
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyahu nega as acusações de corrupção e diz ser alvo de uma perseguição política.

O primeiro-ministro de Israel poderá ser indiciado pelo Ministério Público do país. Netanyahu terá de ser ouvido pela procuradoria sendo suspeito de suborno, fraude e abuso de confiança.

O governante garante que a notícia, divulgada a pouco mais de um mês das eleições de nove de abril, tem como único objetivo derrubar o Executivo.

"A esquerda sabe que não nos pode vencer nas urnas, então, nos últimos três anos, tem feito uma perseguição política contra nós, uma caça às bruxas sem precedentes que tem um único objetivo - derrubar o Governo de direita, que lidero, e substituí-lo pelo Governo de esquerda de Lapid e Gantz", afirma o primeiro-ministro.

Benjamin Netanyahu é suspeito de aceitar mais de 230 mil euros em presentes de empresários e de distribuir favores. Caso seja considerado culpado, o atual primeiro-ministro israelita pode ser condenado a uma pena máxima de 13 anos de prisão.