Última hora

Última hora

Luanda admite compensar danos às vítimas da repressão e da guerra

Luanda admite compensar danos às vítimas da repressão e da guerra
@ Copyright :
REUTERS/Stephen Eisenhammer/ Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

Angola vai aprovar um estudo com o objetivo de reparar os danos sofridos pelas vítimas de repressão e da guerra, incluindo os implicados na tentativa de golpe de estado de 27 de maio de 1977.

A decisão foi revelada quinta-feira (07de março) pelo ministro angolano da Justiça e Direitos Humanos, Francisco Queiroz, durante a 125ª sessão ordinria da Comissão das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

O anúncio surgiu dias depois do Presidente da República angolana ter decretado a comutação de uma reduçao para seis meses das penas aplicadas a oito cidadãos angolanos indiciados por associação criminosa, rebelião e atentado.

João Lourenço tem vindo inclusive a promover o diálogo com a sociedade civil, aproximando-se por exemplo de personalidades como o jornalista Rafael Marques, conhecidos pelas críticas à política seguida pelo anterior chefe de Estado, José Eduardo dos Santos.

O novo Presidente angolano pretende dar outra dimensão aos direitos humanos no país, garantiu o ministro Francisco Queiroz.