O ataque final a Baghouz

O ataque final a Baghouz
Tamanho do texto Aa Aa

Começou o derradeiro assalto a Baghouz, o último bastião do grupo Estado Islâmico. Há já várias semanas que o ataque estava previsto, mas as forças da coligação internacional apoiada pelos Estados Unidos fizeram uma trégua para permitir a saída dos civis. A ocasião foi aproveitada por dezenas de milhares de pessoas para abandonar a região.

De acordo com Mustafa Bali já não se viam civis na cidade, pelo que tinha chegado o momento de atacar. O porta-voz das Forças Democráticas da Síria acrescentou que mais de quatro mil "jihadistas" se tinham rendido no último mês, mas que os ainda se encontravam em Baghouz eram os mais perigosos e estavam dispostos a lutar até à morte.