Última hora

Última hora

Como funciona um supercomputador

Como funciona um supercomputador
Tamanho do texto Aa Aa

O principal supercomputador do centro IT4Innovations, na República Checa, possui uma velocidade de processamento de duas Petaflop, ou seja, duas operações de ponto flutuante por segundo.

Por razões de segurança, o computador opera num ambiente específico onde há apenas 15% de oxigénio no ar, em vez dos habituais 21%. Este nível de oxigénio é similar ao dos Alpes e impede a propagação de um incêndio no interior do centro de dados.

Se houver uma falha no fornecimento de eletricidade, o centro possui um gerador a gasóleo que permite manter o supercomputador a funcionar durante três dias.

A euronews esteve no centro IT4Innovations, em Ostrava, na República Checa para ver como funciona um supercomputador.

"Os supercomputadores encontram-se normalmente em salas de dados e é importante manter um ambiente apropriado, ou seja, manter o ar frio. Outro dos pontos importantes é o sistema de prevenção de incêndios. O nosso centro é bastante único porque usamos um sistema de prevenção de fogos baseado na redução do oxigénio. Há uma troca do oxigénio por nitrogénio. Em vez dos habituais 21% de oxigénio no ar que respiramos, usamos 15%. É suficiente para impedir um fogo. Se entrar na nossa sala de dados com uma vela acesa o fogo extingue-se", explicou Vít Vondrák, diretor executivo do centro IT4Innovations.

Calor do supercomputador aquece edifício

Como os computadores geram muito calor, o centro checo decidiu instalar um sistema que permite usar o calor produzido pelo supercomputador para aquecer a água do edifício.

"O nosso centro é único porque reutiliza o calor produzido pelo supercomputador para aquecer o edifício. é um sistema amigo do ambiente que é usado para aquecer as salas, a água", contou o responsável.