Última hora

Última hora

Plácido Domingo e Angel Blue protagonizam "La Traviata" em Milão

Plácido Domingo e Angel Blue protagonizam "La Traviata" em Milão
Tamanho do texto Aa Aa

Uma das mais gloriosas heroínas da ópera volta ao La Scala, em Milão. Em "La Traviata", uma Violetta repleta de profundidade emocional revive na sumptuosa obra-prima de Giuseppe Verdi.

"'La Traviata' é uma obra-prima intemporal. Cada nota parece sempre nova, cada compasso tem algo novo e o nosso objetivo é manter sempre a música fresca e jovem. As personagens que Verdi descreve são tão verdadeiras e tão reais, que as pessoas podem identificar-se com as personalidades de Violetta, Alfredo Germont e o pai", afirma o maestro, Marco Armiliato.

A soprano Angel Blue interpreta apaixonadamente a trágica protagonista, ao lado do lendário Plácido Domingo.

"Eu vivo com ópera desde, eu diria, os meus 16 anos e nos anos seguintes vi-me absolutamente enamorada com a ópera, mas sinceramente nunca sonhei que viria a ter a oportunidade de cantar no La Scala", revela a cantora.

A ópera de Verdi conta a vida de uma cortesã parisiense e a história de um amor amaldiçoado com um fim trágico.

Angel Blue considera-a "uma mulher inteligente e acima de tudo, muito humilde". E acrescenta: "Julgo que alguém possa ser relamente boa pessoa, mas, talvez por ter um trabalho que outros não considerem digno, acabe por ser menosprezada. e acho que esse tema é universal ".

Para a artista, cantar ao lado de Plácido Domingo, que interpreta o pai do amante de Violetta, é uma experiência inspiradora.

"Ele tem um amor, uma excitação, uma alegria e uma paixão pela arte. E não é apenas a arte de cantar: é música. Exala dele. Dá para sentir. E é contagiante", conta.