Última hora

Última hora

Gruta de sal "mais longa do mundo" é em Israel

Gruta de sal "mais longa do mundo" é em Israel
Direitos de autor
REUTERS/Nir Elias
Tamanho do texto Aa Aa

Uma equipa de espeleólogos israelitas anunciou ter descoberto "a mais longa" gruta de sal do mundo.

A enorme cavidade recheada de impressionantes estalactites, que recebeu o nome de Malham, estende-se por mais de 10 quilómetros, atravessando o monte Sodoma - a maior elevação de Israel - até à extremidade sul do Mar Morto.

Na realidade, a gruta foi descoberta pela primeira vez nos anos 80, mas foi a realização de novas medições por membros do Centro de Pesquisa sobre Grutas da Universidade Hebraica de Jerusalém que permitiu defini-la como "a mais longa" do mundo.

Boaz Langford, membro da equipa, explica: "Não só é a mais longa, como a única no mundo que ultrapassa os 10 quilómetros. É incrível e altera completamente a ordem de magnitude das grutas deste tipo."

O monte Sodoma é essencialmente um enorme bloco de sal coberto por uma fina camada de rocha.

Entre 2017 e 2019, a equipa de espeleólogos completou o trabalho iniciado nos anos 80 por Amos Frumkin, fundador e diretor do Centro de Pesquisa da Universidade Hebraica, que também participou na nova expedição.

Até à realização destas novas medições, a "mais longa gruta de sal do mundo", com um pouco mais de seis quilómetros, estava localizada na ilha de Qeshm, no Irão, inimigo jurado de Israel. Mas, pelo menos no mundo da espeleologia, os cientistas dizem não existir inimizades.